Moulin Rouge Paris

O Moulin Rouge (“Moinho Vermelho”) é o cabaret mais famoso do mundo, fundado em 1889 durante a Belle Époque (durante a qual também se construiu a Torre Eiffel, por exemplo). Este é o lugar onde nasceu, simbolicamente, o “Cancan“.

Entre outras peças, foi imortalizado sobretudo pelo pintor pós-impressionista Toulouse-Lautrec (discípulo do Japonismo), em obras como Au Moulin Rouge de 1890. Converteu-se num destino turístico obrigatório se estiver em Paris, embora talvez não seja mais do que para tirar uma foto no exterior, com o moinho vermelho em constante movimento.

O Moulin Rouge na História

Antigo poster do Moulin Rouge

Antigo poster do Moulin Rouge.

Situado em Montmartre, bairro onde se encontravam figuras de pior reputação, o Moulin Rouge rapidamente atraiu aristocratas com a sua atmosfera de festa, libertinagem e prostituição. Assim, durante a sua existência enquanto mítico cabaret, era um lugar onde se encontrava um espírito de liberdade e folia que ajudou tanto os locais como visitantes… e ocupantes.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o “Guia Ariano” da ocupação Nazi incluía o Moulin Rouge como uma atracção imperdível. Eram distribuídos folhetos pela organização alemã Jeder einmal in Paris (o significado sería algo como “Todos iremos/chegaremos a Paris, pelo menos uma vez”) e que recomendava o cabaret às tropas, como “visita recreativa”. Tal foi a intensidade da prostituição no lugar que foi criada, em 1946, a Lei de Marthe Richard que fechou os prostíbulos e reduziu os espectáculos de cabaret a meros bailes.

Em 1951, Georges France comprou o Moulin Rouge e renovou-o, disposto a devolver-lhe o antigo esplendor, iniciativa com imenso sucesso, uma vez que regressaram os bailes, peças e claro, o Cancan. Em 1959 é equipado com novas cozinhas e começam assim os jantares-espetáculo do Moulin Rouge. Em 1962 é instalado um aquário gigante e tem assim lugar o primeiro “ballet aquático” (êxito estrondoso também devido à nudez das bailarinas).

A partir de 1963, todos os teatros de revista organizados no Moulin Rouge levaram um nome cuja inicial era a letra “F”, por motivos de superstição (devia-se ao sucesso enorme do “Frou-Frou”). Mais tarde, seguiu-se o princípio por tradição. Assim, os espetáculos tiveram nomes como Frou-Frou, Frisson, Fascination, Fantastic, Frénésie, “Femmes Femmes Femmes”, Formidable, etc.

Entre as celebridades que atuaram no Moulin Rouge encontram-se Bing Crosby, Josephine BakerEdith Piaf, Yves Montand, Charles Aznavour, Ginger Rogers, Liza MinnelliFrank Sinatra.

Show do Moulin Rouge

Show no Moulin Rouge.

O show do Moulin Rouge

Se puder ir, não tenha dúvidas, é uma experiência memorável. Aqui pode assistir a todo um conjunto de espectáculos internacionais, além do típico Cancan e num ambiente festivo que celebra a Belle Époque.

Poderá reservar jantar e espectáculo que ocorre às 21:00 e às 23:00 (inclui meia garrafa de champagne) e embora o site oficial sugira um “dress code” elegante, não tem de se preocupar muito com isso (não tem de usar fato, casaco e gravata, etc.). Não se permite fumar no Moulin Rouge.

O Moulin Rouge ainda hoje é uma enorme atracção em Paris e no mundo, até havendo um famoso filme de Hollywood dedicado ao tema, “Moulin Rouge” (de 2001, com Ewan McGregor e Nicole Kidman). É um lugar a ver pelo menos uma vez na vida!

Preços

Ver aqui.

Horário

Todos os dias, 21:00 e 23:00.

Morada

82 Boulevard de Clichy, Paris

Como chegar

Metro linha 2, estação Blanche.

Mapa